sábado, 18 de dezembro de 2010

Poesia & Boemia


Inspirações alcoólicas
O sentimento que alimenta a alma de um poeta é como a bebida que inebria a mente de um boêmio

É mais forte do que ele
É mais forte do que todos

Qualquer um que prove um bom drink há de querer mais
E da repetição vem a embriaguez
Ainda mais para os que não estão acostumados
Com o poeta também é assim,
Quanto mais ele prova da paixão, mais ele a deseja
Alcoólatra passional
Se embriaga com o perfume, com o corpo, o gosto, o beijo...

O vício do boêmio é a vaidade
O vício do poeta é o desejo
 A vida do boêmio é uma eterna poesia
A vida do poeta é paixão e Boemia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário